6 de novembro de 2014

Vereadores de Guarulhos aumentam seus salários em 43%!

Após quatro dias do fim do 2º turno das eleições presidenciais, os vereadores de Guarulhos convocaram uma sessão extraordinária da Camara para aprovar o aumento de seus próprios salários. Os vereadores passarão dos atuais R$10.470,19 para R$15.031, o que equivale a um reajuste de 43% em 2017. 

Eles disseram que a inflação corroeu o salário deles, e para o aumento consideraram a inflação do período e o INPC (Índice Nacional de preço ao Consumidor Amplo) que foi 33,1%. Este índice não é usado para o aumento dos servidores, dos aposentados, tampouco as patronais o utilizam para aumentar os salários. Além disso aumentaram o número de vereadores para as próximas eleições de 34 para 37.

Quando questionado pelo vereador Geraldo Celestino, o Líder da bancada Samuel Vasconcelos alegou que “A medida pode ser considerada imoral, mas não ilegal” e completou dizendo que “O que a população não gosta é de quem não trabalha”.

O vereador Samuel tem toda razão a medida é imoral sim. Os vereadores não vivem apenas desse salário, recebem outras vantagens como um carro a disposição, vale gasolina de aproximadamente R$1000,00 e outros benefícios que os trabalhadores não tem. Além disso ainda podem contratar para seus gabinetes até 20 pessoas com salários que variam de R$780 à R$5000,00. Reajustaram também o valor da verba de gabinete em 6,78%. 

O povo de Guarulhos tem sofrido muito com o aumento do IPTU, da conta de energia, da conta de água, o aumento do preço dos alimentos, entre outros. A média salarial na cidade é de aproximadamente R$1.500,00. Mal da para pagar o aluguel e conseguir deixar as contas em dia. O desemprego vem crescendo, tornando a vida dos trabalhadores cada dia mais difícil. Para completar aqueles que ocupam os espaços para ter o direito a moradia são violentamente despejados pela polícia como no caso do Jardim Marilene. Despejo ocorrido na mesma data da sessão extraordinária que votou o tal aumento.

Fica difícil entender por que tantos privilégios para os vereadores. O Prefeito Almeida/PT deveria vetar essas medidas.

O PSTU desafia os vereadores e o prefeito a viverem com um salário mínimo também. Se é possível para boa parte da população da nossa cidade, por que não haveria de ser para eles também?

| Artigo publicado originalmente no blog do PSTU Guarulhos. Clique aqui e acesse |

0 comentários:

Postar um comentário